::
::
ITALIANOS PAGAM MAIS POR UM VINHO VEDADO COM UMA ROLHA DE CORTIÇA

Mais de um ano após o arranque da Campanha para a Promoção Internacional da Cortiça - InterCork, realizou-se um estudo, elaborado pela Demoskopea*, em Itália, que demonstra que mais de metade dos italianos inquiridos (57%) estão dispostos a pagar mais por uma garrafa de vinho vedada com rolha de cortiça.

Os resultados demonstram que um vinho com rolha de cortiça possui uma melhor imagem (77%) e optar por este vedante é dar um elemento de valor acrescentado ao vinho (79%) se comparado com os vedantes alternativos. Também há indicadores de que a rolha de cortiça está intimamente ligada a uma percepção de qualidade do próprio vinho (74%) e à sua capacidade de conservar essa qualidade (71%).

O gesto de abrir uma garrafa de vinho, que os italianos associam a um ritual cheio de charme e elegância, também é muito apreciado. Quase 90% dos inquiridos constatam que o ritual de abrir a garrafa e cheirar uma rolha de cortiça faz com que o consumo do vinho se torne mais agradável.
Menos surpreendente, mas, no entanto, importante é o facto da maioria das pessoas questionadas afirmar que a cortiça transmite o conceito de tradição (97%).

O estudo de mercado revela, também, que os italianos conhecem as características da cortiça e estão cientes de que ao escolher uma garrafa de vinho com rolha de cortiça estão a proteger o meio ambiente. 83% da amostra está consciente da importante contribuição do montado de sobro para o meio ambiente, evitando a desertificação e reduzindo o risco de incêndio. Além do mais, 65% dos inquiridos atribuem à cortiça as características de um produto natural e de qualidade e 90% sabe que a cortiça pode ser reciclada.

Registe-se que Itália é o segundo maior produtor vinícola mundial, apenas ultrapassado pela França, e conta, anualmente, com cerca de 45 milhões de hectolitros produzidos.

Os parceiros do InterCork em Itália, a saber: a Apcor – Associação Portuguesa de Cortiça, a Assoimballaggi / Federlegnoarredo e a Rilegno, e as mais importantes empresas produtoras de cortiça neste país, afirmam “estar satisfeitas com os resultados do estudo”. Registe-se que há mais de um ano estas entidades estão a desenvolver actividades de comunicação com o objectivo de aumentar a visibilidade da cortiça e as diversas vantagens deste produto, afirmando-a como a única solução natural para conservar o vinho.

Notas ao Editor:

 

*Demoskopea é o parceiro exclusivo para Global NR na Itália, uma rede de institutos de investigação independentes que compartilha o mesmo padrão a nível de qualidade e valores, presente em 21 País.

 

Associação Portuguesa da Cortiça (Apcor)

A Apcor tem como missão representar e promover a indústria portuguesa da cortiça, representando cerca de 250, que no seu conjunto são responsáveis por cerca de 80% da produção nacional total e 85% das exportações de cortiça. É também responsável pelo desenvolvimento de acções de promoção e valorização da cortiça através da realização de iniciativas de carácter nacional e internacional, disponibilizando, ainda, um centro de informação.

Para mais informações, contacte, por favor:

Departamento de Comunicação

Tel. 22 747 40 40

E-mail: realcork@apcor.pt

www.apcor.pt