Cotovia-dos-Bosques

Home / Sem categoria / Cotovia-dos-Bosques

Cotovia-dos-Bosques

A Cotovia-dos-bosques, Totovía em Castelhano, Alouette lulu em Francês, Woodlark em Inglês ou Lullula arborea em latim, é uma pequena cotovia de plumagem castanha, cauda curta e poupa vestigial. Habita uma grande diversidade de bosques e florestas pouco densos por toda a Europa temperada e mediterrânica. A Cotovia-dos-bosques é principalmente sedentária, sendo migradora na parte Norte e Oriental da sua área de distribuição europeia. As aves do Sul da Escandinávia, Europa Central, Rússia e Turquía migram para Sul e para Sudoeste durante o Inverno.

Tal como as outras cotovias passa grande parte do seu tempo no solo, onde se alimenta, de sementes e de insectos, e onde constrói o ninho, normalmente escondido debaixo de um tufo de ervas. Ao contrário da maioria das cotovias, pousa frequentemente no topo das árvores e dos arbustos altos. O canto da Cotovia-dos-bosques é dos mais melodiosos de entre todas aves europeias. Canta durante a noite ou de manhã, normalmente em voo ondulante, e a mais de 100 metros de altura, ou no topo de uma árvore alta.

Em Portugal a Cotovia-dos-bosques nidifica por todo o território, numa grande variedade de habitats, como os montados abertos, os matos esparsos com árvores, as dunas arborizadas, os olivais e mosaicos agro-florestais. Prefere sempre os locais com árvores, mesmo em montanha acima dos 1000 metros de altitude.

É considerada como uma espécie globalmente não ameaçada. No entanto, está incluída no Anexo I da Directiva Aves, pelo facto de apresentar tendências regressivas em alguns países da União Europeia. Em Portugal deverão existir entre 100.000 e 1.000.000 casais nidificantes. No nosso país é uma espécie não cinegética e não ameaçada.

Texto: Domingos Leitão – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar