Ministro da Economia e Direcção da Apcor fazem ponto de situação sobre PAIC

Home / / Ministro da Economia e Direcção da Apcor fazem ponto de situação sobre PAIC
 
·                     114 empresas do sector já acederam a linhas de crédito PME INVESTE;
·                     Candidatura para a promoção da cortiça apresentada a 30 de Abril.
 
A Associação Portuguesa de Cortiça (Apcor) e o Ministério da Economia e Inovação (MEI) reuniram-se, ontem, para a elaboração de um ponto de situação sobre o Plano de Apoio à Industria da Cortiça (PAIC). O ministro Manuel Pinho teceu elogios ao trabalho da associação uma vez que em pouco mais de um mês – o plano foi apresentado a 26 de Março – “a Apcor conseguiu apresentar uma campanha concreta, envolvendo as empresas do sector, e delineando uma estratégia séria e que permitirá contribuir para a revitalização do sector”.
 
No que toca ao apoio às empresas do sector regista-se a forte adesão das mesmas às linhas de crédito disponíveis, sendo que 114 já acederam às linhas de crédito PME INVESTE num valor que ascende os 25 milhões de euros. A saber:
 
·          PME Investe I = 8 Empresas (4,6 Milhões €);
·          PME Investe II = 8 Empresas (2,8 Milhões €);   
·          PME Investe III – Exportadoras = 23 Empresas (15,8 Milhões €);
·          PME Investe III – Micro e PME até 50 Trabalhadores = 75 Empresas (2,3 Milhões €).
 
Ao nível das garantias, 41 Empresas já obtiveram aprovação de garantiasdas Sociedades de Garantia Mútua num valor de 33 milhões (54% de utilização da linha), das quais 1/3 já estão aprovadas pela Banca.
 
De registar, ainda, que 155 empresas solicitaram informações do PAIC junto do Gabinete da Apcor o que, segundo o Director Geral da Apcor, Joaquim Lima, “demonstra o elevado interesse das empresas pelo plano que pretende revitalizar o sector da cortiça face ao actual contexto do mercado e à crise mundial”.
 
No que toca ao Programa Qualificação Emprego existemoito empresas interessadas e duas que já estão a avançar com apoio do Centro Profissional da Indústria da Cortiça.
 
A campanha de promoção internacional da rolha de cortiça e dos materiais de construção e decoração, orçada em 21 milhões de euros, foi alvo de candidatura apresentada ao QREN a 30 de Abril e visa chegar a mercados como França, Itália, Reino Unido, Alemanha e EUA (no caso dos vedantes) e este dois últimos mais Rússia, China, Japão, Canadá; Bélgica, Holanda e Emirados Árabes Unidos para os materiais de construção e decoração. O arranque da campanha está previsto para Setembro deste ano e terá uma duração de dois anos.
 
Para mais informações, contacte, por favor:
Joaquim Lima
Director Geral
Tel. 227 474 040
Tel. 918 101 882
 
 
Notas ao editor
 
Associação Portuguesa de Cortiça (Apcor)
A Apcor tem como missão representar e promover a indústria portuguesa da cortiça, representando mais de 250 empresas que, no seu conjunto, são responsáveis por cerca de 80% da produção nacional total e 85% das exportações de cortiça. É também responsável pelo desenvolvimento de acções de promoção e valorização da cortiça através da realização de iniciativas de carácter nacional e internacional, disponibilizando, ainda, um centro de informação.
 
Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar