Campanha para a Promoção Internacional da Cortiça é aprovada

Home / / Campanha para a Promoção Internacional da Cortiça é aprovada

A Associação Portuguesa de Cortiça (Apcor), através do presidente, António Rios de Amorim, e o Ministério da Economia e Inovação (MEI), na pessoa do Secretário de Estado Adjunto, Castro Guerra, assinam no dia 15 de Julho, pelas 10h00, no auditório da associação, em Santa Maria de Lamas, o contrato para a execução do projecto Intercork – Promoção Internacional da Cortiça.

O programa, orçado em 21 milhões de euros, tem como objectivo a promoção da rolha de cortiça e dos materiais de construção e decoração – como sendo os principais produtos da indústria e abarcando no seu conjunto cerca de 90 por cento do que é produzido.

Este projecto beneficia de um apoio de 80 por cento do programa Compete – Programa Operacional Factores de Competitividade do QREN e está inserido no Plano de Apoio à Indústria da Cortiça (PAIC).

O Intercork contará com 15 milhões de euros para a promoção da rolha de cortiça, chegando a países como França, Itália, Reino Unido, Alemanha e EUA. Os públicos-alvo a atingir são o consumidor, a grande distribuição, a indústria vinícola, os líderes de opinião, organismos profissionais (escolas e associações de enólogos, escanções, produtores vinícolas, etc.), media (vinícola, lifestyle, turismo, gastronomia), distribuidores e importadores de alguns mercados e universidades/laboratórios em alguns mercados.

A sustentabilidade (ecologia, retenção CO2, Biodiversidade), a rolha de cortiça como sinónimo de vinho de qualidade, rolha de cortiça como a preferida do consumidor, a cortiça aliada à tradição e imagem vinícola e o posicionamento face aos outros vedantes, nomeadamente em questões técnicas, realçando a qualidade da cortiça são as mensagens-chave que se pretendem transmitir.

No caso dos materiais de construção e decoração, a campanha chegará aos EUA e Canadá, Alemanha, Rússia, Japão, Bélgica, Holanda, China e Emirados Árabes Unidos e a públicos como arquitectos, engenheiros, designers, decoradores, retalhistas, importadores e distribuidores, escolas técnicas, universidades, centros de design, consumidor final e Media.

A cortiça aparecerá como um produto natural, moderno e elegante, onde prima a ideia do eco-design, com características técnicas e sensoriais únicas, aliando o conforto à estética do produto.

Está, ainda, previsto um orçamento de 2,5 milhões de euros para desenvolver um conjunto de acções transversais a toda a campanha, como por exemplo a criação e produção de suportes de informação e comunicação e o desenvolvimento do sítio da Apcor.

“O Intercork é o maior projecto de comunicação que a Apcor alguma vez desenvolveu. Este facto acarreta, por um lado, uma grande responsabilidade e compromisso de toda a indústria e da equipa da Apcor, de modo a que esta seja de facto a campanha de inversão em prol da cortiça nos mercados internacionais, e, por outro lado, o reconhecimento das entidades competentes da importância vital que a indústria de cortiça representa para o nosso país”, refere Joaquim Lima, Director Geral da Apcor.

O arranque da campanha está previsto para o final de 2009 e terá uma duração de 24 meses.

Para mais informações, contacte, por favor:
Joaquim Lima
Director Geral
Tel. 227 474 040
Tel. 918 101 882
E-mail: realcork@apcor.pt
www.apcor.pt

Notas ao editor

Associação Portuguesa de Cortiça (Apcor)
A Apcor tem como missão representar e promover a indústria portuguesa da cortiça, representando mais de 250 empresas que, no seu conjunto, são responsáveis por cerca de 80% da produção nacional total e 85% das exportações de cortiça. É também responsável pelo desenvolvimento de acções de promoção e valorização da cortiça através da realização de iniciativas de carácter nacional e internacional, disponibilizando, ainda, um centro de informação.

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar