Crítico de vinhos brasileiro Carlos Cabral apoia a cortiça

Home / / Crítico de vinhos brasileiro Carlos Cabral apoia a cortiça

O enófilo Carlos Ernesto Cabral de Mello será o embaixador da cortiça no InterCorkII – Promoção Internacional da Cortiça – no Brasil.

Para dar início a esta parceria, Carlos Cabral visitou durante uma semana Portugal e o sector da cortiça. O crítico de vinhos visitou o montado e a indústria da cortiça, de modo a poder vivenciar a história da fileira, assim como recolher informação mais técnica sobre as rolhas de cortiça e os outros sub-sectores. O enófilo será o porta-voz da cortiça em vários seminários a desenvolver no país, assim como noutros eventos de promoção da rolha de cortiça naquele mercado.

Carlos Cabral deu conta da sua visita nas redes sociais, onde conta com cerca de quatro mil seguidores. Após a visita, o enófilo deixou o seguinte comentário: “Simplesmente fantástico o mundo da cortiça! Do respeito total à natureza até à mesa do consumidor final, este material tem uma força activa e forte colaboração na preservação das qualidades de um vinho. Do montado à mesa, uma viagem onde todo o cuidado é perseguido e praticado, a cortiça é trabalhada de forma ecologicamente correta além de ser cem por cento aproveitada. Agora é só passar a todos as maravilhas que vi com o objectivo de informar e instruir sobre a importância desta dádiva da natureza.”

Carlos Cabral estuda o universo dos vinhos desde 1969, ano em que recebeu das mãos de seu futuro sogro, Heinz Godau, uma garrafa de Porto Dom José. Em 1980, fundou a Sociedade Brasileira dos Amigos do Vinho (Sbav) e, actualmente, é consultor de vinhos do Grupo Pão de Açúcar e profundo conhecedor do Vinho do Porto. O enófilo define os rótulos das prateleiras dos supermercados e é responsável pela formação do grupo de promotores de vinhos especializados, que orientam os clientes nas suas compras.
Carlos Cabral é, ainda, um palestrante nato, quer no Brasil quer nos países produtores de vinhos que habitualmente visita, organizando, também, viagens às caves brasileiras e internacionais. A consultoria na área vinícola e a escrita (possui vários projectos literários) são outras das suas paixões.

Registe-se que esta campanha está inserida num projecto global de promoção da cortiça em nove mercados e que está orçada em 7,3 milhões de euros – financiada em 80 por cento pelo programa Compete (Programa Operacional Temático Factores de Competitividade) e 20 por cento pelos associados da Apcor.

Notas ao editor

Links de interesse

www.facebook.com/cabral.dosvinhos?fref=ts

http://www.carloscabral.com.br/

Associação Portuguesa da Cortiça (Apcor)

É a única associação nacional que representa a indústria de transformação da cortiça. Nasceu em 1956, em Santa Maria de Lamas, concelho de Santa Maria da Feira, no coração da indústria da cortiça.

Possui mais de 270 associados, que representam 80 por cento da produção nacional e 85 por cento das exportações de cortiça e que cobrem todos os sub-sectores da indústria – preparação, transformação e comercialização.

Promover e valorizar a cortiça e os seus produtos, assim como representar e apoiar as empresas do sector nos mais variados domínios são os objectivos da Apcor. Principais áreas de intervenção: Internacionalização; Inovação e Desenvolvimento; Informação; Serviços de Apoio; Qualidade; Contratação Colectiva; e Cooperação Institucional.

Para mais informações, contacte, por favor:

Joaquim Lima
Tel. 22 747 40 40
E-mail: realcork@apcor.pt
www.apcor.pt

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar