Melhor sommelier do mundo associa-se à cortiça

Home / / Melhor sommelier do mundo associa-se à cortiça

93% dos amantes de vinho franceses preferem a cortiça

Philippe Faure-Brac – o melhor sommelier do mundo – é o novo embaixador da cortiça em França e assina uma campanha inédita na Vinexpo, a maior feira internacional de vinho, que decorre de 18 a 21 de junho.

A Philippe Faure-Brac junta-se Gabriel Lepousez, especialista em neurociências e investigador no Instituto Pasteur, para juntos desenvolverem uma conferência sobre o papel das neurociências na prova de vinhos. A forma como os sentidos influenciam a perceção que os consumidores têm de um vinho e o valor incomparável agregado a uma rolha, para além de todo o seu desempenho técnico, são alguns dos temas que serão abordados.

Para além destes dois especialistas de renome, a cortiça vai marcar presença na Vinexpo com uma escultura monumental em cortiça e que assinalará o ponto de encontro da feira, o ‘VinexpoCork Meeting Point’; com a participação no concurso “Les Victoires du Liége” em parceria com a revista Rayon Boissons que premeia as iniciativas empresariais de marketing e comunicação na venda de vinho nas grandes superfícies e lojas especializadas e, ainda, com um workshop sobre “Defeitos do vinho” moderado por Pascal Chatonnet, enólogo e diplomado pela Universidade de Bordéus, e responsável pelo prestigiado laboratório Excell.

Recentemente, foram, também, divulgados os dados de um estudo desenvolvido pela Opinion Way naquele mercado, que refere que 87% associa a rolha de cortiça a um vinho de qualidade superior, comparando com 2% para os vedantes de plástico e 1% para as cápsulas de alumínio. O estudo revela, ainda, que 93% dos amantes de vinho franceses prefere a rolha de cortiça.

“A rolha funciona como um sinal de qualidade, que reflete a exigência do produtor, a qualidade do néctar e a promessa de uma degustação diferenciada” explica João Rui Ferreira, presidente da Associação Portuguesa da Cortiça (APCOR).

Esta ação na Vinexpo faz parte de um conjunto de outras iniciativas que a APCOR vai levar a cabo naquele mercado, no âmbito do InterCork III – Promoção Internacional da Cortiça, e que têm como público-alvo os consumidores, os produtores e os profissionais de vinho.

O mercado francês é o principal importador de cortiça, com mais de € 178 M exportados em 2016 (+ 10% do que no ano anterior), e no qual o setor já investiu mais de €5 M em promoção e comunicação nos últimos 15 anos, anuncia a APCOR.

Recorde-se que o InterCork III é um programa de promoção internacional que, com um investimento de 7,8 milhões de euros, pretende reforçar a preponderância da cortiça em 10 mercados – EUA, França, Alemanha, Itália, China, Brasil, Espanha, Suécia, Dinamarca e Reino Unido – com campanhas diferenciadas em cada país.

O programa InterCork é financiado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e conta, ainda, com o apoio privado dos associados da APCOR.

Notas ao Editor

Associação Portuguesa da Cortiça (Apcor)

É a única associação nacional que representa a indústria de transformação da cortiça. Nasceu em 1956, em Santa Maria de Lamas, concelho de Santa Maria da Feira, no coração da indústria da cortiça.

Possui mais de 270 associados, que representam 80 por cento da produção nacional e 85 por cento das exportações de cortiça e que cobrem todos os sub-sectores da indústria – preparação, transformação e comercialização.

Promover e valorizar a cortiça e os seus produtos, assim como representar e apoiar as empresas do sector nos mais variados domínios são os objectivos da Apcor. Principais áreas de intervenção: Internacionalização; Inovação e Desenvolvimento; Informação; Serviços de Apoio; Qualidade; Contratação Colectiva; e Cooperação Institucional.

Para mais informações, contacte, por favor:

Joaquim Lima
Tel. 22 747 40 40
E-mail: realcork@apcor.pt
www.apcor.pt

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar

Montado025GrupoB-restaurante-nunocorreia-23