Flora

135 Espécies por Km Quadrado

As camadas de subcoberto de mato e arbustos são caracterizadas pelo urze, tojo, giesta das vassouras, alfazema, murta, assim como a esteva e o medronheiro.

Num estudo realizado na Estação de Campo do Centro de Biologia Ambiental, na Serra de Grândola, foram identificadas, ainda, 264 espécies de fungos (das quais 83 espécies comestíveis), 20 espécies hepáticas e 50 musgos.

Muitas das espécies encontradas no montado têm utilização aromática, culinária ou medicinal, incluindo vários tipos de alfazema, orégão, rosmaninho, hortelã-pimenta e dedaleira. A colheita destas plantas e subsequente tratamento (através da secagem e da destilação) é um importante recurso económico para os habitantes locais.

Os cogumelos estão bem adaptados aos montados. Os cogumelos desempenham um papel importante na decomposição da matéria orgânica do solo, embora algumas espécies possam ser patogénicas. Muitas espécies de cogumelos associam-se simbioticamente com as raízes do sobreiro, partilhando assim alimento orgânico com a árvore, que ajudam na absorção de nutrientes do solo. A apanha de cogumelos é uma atividade importante em muitos montados da Península Ibérica.

As áreas de pastagem natural dos montados são muito ricas em diversas espécies de plantas. Registou-se 135 espécies por 1000 m2. A maioria destas plantas são anuais, ou seja, crescem, vivem, produzem semente e morrem no período de um ano.

O Mediterrâneo tem 13.000 espécies de plantas endémicas, o segundo valor mais elevado a seguir aos Andes tropicais e 150 espécies florestais endémicas (nativas exclusivamente de um lugar ou região). O sobreiro é uma delas.

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar