Floresta

Home / Montado / Floresta

Único e Delicado

O montado de sobro é um dos mais ricos ecossistemas do mundo. Portugal concentra 34 por cento da área mundial, o correspondente a uma área de 736 mil hectares e 23 por cento da floresta nacional. Portugal possui a maior área do mundo de montado de sobro.

O que é?

As florestas de sobreiros são um ecossistema muito particular, tal como os vinhedos do vale do Douro ou a mata Atlântica no Brasil, de delicado equilíbrio e que subsiste apenas na bacia mediterrânica, sobretudo nas regiões a sul da Península Ibérica e com influência atlântica como é o caso de Portugal, o país que se orgulha de possuir a maior extensão de sobreiros do mundo. Desenvolvem-se desde o nível do mar até 500 metros de altitude nos climas quentes e húmidos da bacia mediterrânica, em especial nas regiões meridionais da Península Ibérica influenciadas pelo Oceano Atlântico.

Onde existe?

O sobreiro é, atualmente, uma espécie típica da região Mediterrânea Ocidental, ocorrendo de forma espontânea em Portugal e Espanha, mas também em Marrocos, na Argélia e na Tunísia. Existe também no Sul de França e na costa ocidental de Itália, bem como nas ilhas Sicília, Córsega e Sardenha. A área total que atualmente ocupa é de cerca de 1,44 milhões de hectares na Europa e 0,70 milhões de hectares no Norte de África. Mais de metade da área encontra-se na Península Ibérica.

Área mundial de montado

País Área (hectares – ha) * Percentagem
Portugal 736.775 34
Espanha 574.248 27
Marrocos 383.120 18
Argélia 230.000 11
Tunísia 85.771 4
França 65.228 3
Itália 64.800 3
Total 2.139.942 100

* Fonte: Portugal: IFN, 2013; Espanha: MARM, 2007; Itália: FAO, 2005; França: IM Liège, 2005; Marrocos: HCEF Marroc, 2011; Argélia: EFI, 2009; Tunísia: Ben Jamaa, 2011.

Mapa da localização do montado

A área de montado tem crescido cerca de 3%, nos últimos 10 anos, como consequência de alguns programas de reflorestação. Mais de 130 mil hectares foram plantados em Portugal e Espanha, nos últimos 10 a 15 anos, com uma densidade de aproximadamente 120 a 150 sobreiros por hectare.

O montado pode apresentar-se como uma densa floresta ou como uma área de pastagem ou mato intercalada por árvores. A densidade média é de, aproximadamente, 80 árvores por hectare, embora possa chegar a 120 árvores ou mais, sendo que 5 % da área total pode ser utilizada para culturas cerealíferas como o trigo, a cevada ou a aveia, e 40 % para pastagens.

Montados e sobreirais

Denomina-se montado à área de povoamento mais aberto (a típica paisagem alentejana) que faz lembrar a savana e cuja espécie dominante é o sobreiro. No entanto, os sobreiros podem ser encontrados em comunidade com outras espécies – outro tipo de carvalhos, pinheiro-bravo e pinheiro manso – dando origem aos sobreirais, bosques mais fechados e densos, onde se encontram, também, outras espécies: estevas, sargaços, giestas, entre outros.

Os montados formam paisagens-culturais, isto é, sistemas que resultam da ação humana por aproveitamento de recursos diversos: a cortiça, os frutos para a alimentação animal, as pastagens ou as culturas agrícolas que coexistem na mesma área e conferem aos montados o seu carácter silvo-pastoril.

Como surgiu?

Os montados poderão ter surgido na Pré-História, em parte devido ao uso do fogo pelo Homem, tal como acontece, ainda hoje, nas savanas. Há evidência da continuidade dos montados ao longo da História, tornando-os parte da herança cultural do Mediterrâneo Ocidental. Em regiões como o Sudoeste da Península Ibérica ou a Sardenha constituem parte da identidade regional.

A reconstituição de muitos dos atuais povoamentos de sobreiro, nomeadamente montados, ocorreu a partir de meados do século XIX devido ao aumento do valor mercantil da cortiça e à procura, nas cidades em expansão, de produtos pecuários.

Património Nacional
Património Nacional
Descorticamento
Descorticamento
A arte de descortiçar
A arte de descortiçar
Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar