Permeabilidade dos vedantes ao oxigénio

Home / Estudos / Performance Diferentes Vedantes / Permeabilidade dos vedantes ao oxigénio

Permeabilidade dos vedantes ao oxigénio

Os vedantes assumem um papel revelante relativamente aos níveis de transmissão de oxigénio no período de armazenamento do vinho. Num estudo de três anos desenvolvido pela Universidade de Bordéus, França, e utilizando um método colorimétrico não-destrutivo, o ingresso de oxigénio foi quantificado em rolhas de cortiça natural, rolhas técnicas de cortiça, vedantes sintéticos e diferentes cápsulas de alumínio. Os resultados demonstram que os diversos tipos de vedantes têm permeabilidades significativamente diferentes ao oxigénio. As cápsulas de rosca (Liner Saran-tin) são herméticas não permitindo entrada de oxigénio dentro da garrafa ao longo do tempo. Pelo contrário, os vedantes sintéticos admitem uma entrada de oxigénio significativa e constante desde que são introduzidos na garrafa.

As rolhas de cortiça estão entre estes dois extremos de comportamento em relação ao oxigénio que apresentam, no entanto, diferentes cinéticas, dependendo do seu tipo. As rolhas técnicas de cortiça permitem uma entrada pequena de oxigénio durante o primeiro mês após o engarrafamento. As rolhas de cortiça natural permitem um aumento significativo de oxigénio na garrafa nos primeiros meses, seguindo-se um período de ingresso cada vez menor até cerca de um ano, após o qual o ingresso de oxigénio se torna negligenciável.

Neste estudo, concluiu-se ainda que o armazenamento na vertical ou na horizontal tem pouco impacto no ingresso de oxigénio para os vários vedantes. Estes resultados estão em linha de conta com os dados publicados em 2005 por Skouroumounis et al. Esta investigação foi realizada durante cinco anos e demonstrou que o armazenamento do vinho não produzia efeito na composição e propriedades sensoriais dos vinhos brancos.

Num estudo mais recente, o desempenho de diferentes vedantes na evolução de um Sauvignon Blanc, durante dois anos em garrafa, mostrou que sensorialmente a evolução do vinho foi equilibrada com as rolhas de cortiça. O vinho mostrou-se mais evoluído usando vedantes sintéticos e apresentou notas de redução com cápsulas de rosca Saran-tin, mostrando melhor evolução com Saranex.

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar