Cortiças J. Almeida & Soares, Lda

Home / Entrevistas associados / Cortiças J. Almeida & Soares, Lda

Cortiças J. Almeida & Soares, Lda

“A empresa trabalha para alcançar a qualidade exigida pelo mercado” – José Alves de Almeida gerente da Cortiças J. Almeida & Soares, Lda

José Alves de Almeida e Maria Irene Santos Soares, os fundadores da Cortiças J. Almeida & Soares, Lda, desde muito novos que começaram a trabalhar na indústria de cortiça, mais precisamente na empresa A. Paulo Amorim & Filhos, Lda. Ele chegou a encarregado geral da fábrica e ela colaboradora nos escritórios. Mas o gosto pelo sector e pelo produto despertaram neles o desejo de se estabelecer e ter um negócio próprio. E assim foi. No ano de 1984 nasceu a empresa em nome individual José Alves Almeida e que contava com apenas dois funcionários, os próprios fundadores. É no ano de 1997 que nasce a Cortiças J. Almeida & Soares, Lda, na rua José Santos Cardoso, em Mozelos, e que por esta altura passou a integrar cinco empregados, para além dos gerentes. A empresa começou por produzir rolhas naturais, mas logo, e dada a experiência adquirida, percebeu que era nas rolhas de especialidades, especialmente coladas, que podia fazer a diferença. “Durante mais de 20 anos o principal utilizador das rolhas que produzimos foi o whisky Cardhu”, referiu José Almeida. Em 1999, “esta bebida passou a utilizar as rolhas micro e o negócio da nossa empresa teve de ser repensado”, continua o empresário. Deste modo, a Cortiças J. Almeida & Soares, Lda passou a produzir rolhas coladas de várias medidas e dimensões para todo o tipo de bebidas espirituosas, mas “de boa qualidade”, para o mercado interno. Presentemente, a empresa produz 715.000 rolhas por ano.

É tendo por base o objectivo da qualidade que, desde 2001, a empresa aderiu ao Systecode – sistema de certificação mediante o Código Internacional das Práticas Rolheiras. “A adesão a esta certificação permitiu uma maior rastreabilidade do produto, bem como o aumento da qualidade ao nível da produção e do próprio produto”, afirma o empresário. E reforça: “ este sistema foi benéfico para todo o sector, pois permitiu uma melhoria global da nossa indústria.” Lamenta que esta qualidade não esteja a ser acompanhada pela cortiça como matéria-prima e explica “ano após ano temos notado que a cortiça está a diminuir a qualidade e nós como procuramos só cortiça de boa qualidade, temos sentido dificuldade em conseguir matéria-prima para responder às nossas exigências.”

APCOR o elo fundamental para a empresa

O Formação PME foi um dos programas que a Cortiças J. Almeida & Soares, Lda aderiu e que teve a APCOR como motor. “Conseguimos apoio ao nível da formação e consultadoria para a empresa, mas de tudo destaco a formação que foi dada aos nossos colaboradores. Todos ficaram muito motivados para a formação ao nível da informática e consideraram uma mais-valia passar a perceber um pouco de computadores”, refere José Almeida.

O empresário diz que a APCOR tem sido um elo importante para o desenvolvimento da empresa na medida em que tem apoiado também, em áreas como o licenciamento industrial e o apoio jurídico. E tudo para que a empresa possa evoluir positivamente e “alcançar a qualidade exigida pelo mercado”, regista. Para além deste trabalho, o empresário diz que para estar no negócio é preciso “possuir uma paixão pelo que faz. Ter persistência. Ter determinação. Valorizar o trabalho em equipa. E ter o espírito empreendedor assumindo riscos e aprendendo com os erros.” A isto o empresário junta valores que sempre acompanharam a empresa: “honestidade e rigor cumprindo os compromissos estabelecidos.”

In, Notícias APCOR Abril, Maio, Junho 2016

Associado nr. 216

Contacto: Cortiças J. Almeida & Soares, Lda

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar