Congresso Mundial da Cortiça apresenta oradores de topo

Home / Congresso Mundial da Cortiça apresenta oradores de topo

A qualidade dos oradores marcará a 2ª edição do Congresso Mundial do Sobreiro e da Cortiça, que se realizará em Lisboa, na Fundação Champalimaud, no próximo dia 30 do corrente. O desejo de alargar os horizontes dos participantes no evento levou a organização a apostar em conferencistas de reconhecidos méritos, a nível nacional, mas, também, internacional.

Allen Hershkowitz é um dos oradores de craveira internacional que vem enriquecer os trabalhos. É membro do Conselho de Defesa dos Recursos Naturais dos Estados Unidos da América (EUA), especializado em desenvolvimento sustentável e em ecologia industrial. E o seu currículo inclui a colaboração com algumas das instituições mais prestigiadas dos EUA, como é o caso da organização dos Grammy Awards – os prémios anuais do mundo da música -, das ligas profissionais de beisebol (Major League) e de basquetebol (NBA) e das competições de ténis. Também tem integrado e assessorado um vasto leque de organismos que trabalham na área da prevenção ecológica ao nível da indústria e visando a prevenção da saúde pública.

E a Organização dos Proprietários de Terra Europeus será representada pelo belga Thierry de l’Escaille, o seu secretário-geral. Refira-se que também integra organismos da região flamenga ligados ao mundo da floresta. Com formação universitária na área jurídica, milita, igualmente, nas entidades que, na Bélgica e a nível europeu, actuam no ramo do imobiliário.

Franz Fischler, por seu lado, é um ex-comissário europeu para a agricultura, desenvolvimento rural e pescas. Consultor e conferencista credenciado, este austríaco é, desde Dezembro de 2004, presidente do “Fórum Social Europa”. Acrescente-se que é, ainda, um dos seis candidatos ao cargo de director-geral da FAO, a organização das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura.

Da África do Sul virá o produtor de vinho Adam Mason: com formação universitária, e especializações em enologia e viticultura, de 1997 a 2001 trabalhou, alternadamente, no seu país e em França.  

Durante a sua estadia em França foi contratado por uma das maiores empresas mundiais do sector, a Laithwaite’s, e trabalhou com as adegas das principias regiões vinícolas francesas. E o seu trabalho intensivo acabou por lhe garantir o cumprimento do desejo de trabalhar de forma exclusiva para uma produtora de vinho sul-africana de topo. Em Julho de 2003 tornou-se o produtor de vinho da “Klein Constantia”.

O português Rui Marcelino vai dar o seu contributo no painel que abordará “A Cortiça na construção, arquitectura e design”. Licenciado em engenharia mecânica, é, ainda, doutorado em design. Recentemente, tem-se empenhado na dinamização de projectos na área da “investigação & desenvolvimento” para o sector dos transportes, aos níveis aeronáutico, rodoviário e ferroviário. Integra diversas empresas industriais e entidades do sector público, visando o desenvolvimento de soluções inovadoras, mais integradas e mais eco-eficientes, recorrendo a tecnologias inovadoras e a materiais como a cortiça.

Investigador ligado à enologia e à tecnologia inerente ao sector do vinho, Rainer Jung está a desenvolver projectos relacionados com a produção do vinho, incluindo a rolha e os vedantes em geral. Vai abordar a evolução das rolhas de cortiça. O painel referente a esta temática também contará com o americano Gordon Burns, presidente e director técnico dos “ETS Laboratories” – um grupo de cinco laboratórios independentes que servem o sector vinícola americano, trabalhando também a um nível internacional.

E as diversas sessões temáticas do Congresso ainda incluirão outros testemunhos de interesse, como serão, certamente, os casos das comunicações de Pierre-Louis Teissedre, da Faculdade de Enologia da Universidade de Bordéus, e de Jordi Bonet, arquitecto ligado à Catedral da Sagrada Família de Barcelona.

infor@apcor.pt

Contacte-nos

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search