Cortiça foi tema de 7683 artigos em todo o mundo

Home / / Cortiça foi tema de 7683 artigos em todo o mundo

Diario Económico

Os resultados da segunda campanha InterCork II – Promoção Internacional da Cortiça – foram apresentados na passada sexta-feira, numa sessão que decorreu no Centro Multimeios de Espinho.

De entre os números apresentados, destaca-se a presença da cortiça em 7683 artigos em todo o mundo, sendo que destes 7512 foram publicados nos media impressos e on-line, com um predominância dos artigos dirigidos ao consumidor, com 84 por cento do total, e 16 por cento tiveram como público-alvo o trade. A rádio dedicou, ainda, 158 peças à cortiça, num total de 2 horas e 34 minutos, e foi possível visualizar a cortiça em 13 emissões de televisão, com seis horas e 37 minutos, no total. De registar que muitas destas peças foram despoletadas pela visita de 132 jornalistas e líderes de opinião que, durante vários dias, contactaram com a fileira da cortiça, num total de 24 visitas que foram organizadas para levar estas personalidades a conhecer o mundo do montado e a realidade industrial do sector.

A publicidade foi outra aposta em alguns mercados e serviu, na maioria das vezes, para divulgar a realização de eventos ou iniciativas – ao todo foram realizadas 77 inserções publicitárias.

De destacar, ainda, a presença a cortiça na internet, quer através dos seus 10 sítios em todo o mundo e em nove idiomas – que receberam a visita de mais de 152 mil cibernautas -, quer da presença nas redes sociais, com 269.070 fãs e seguidores em 36 canais, também um pouco espalhados por vários países.

Mas a promoção da cortiça estendeu-se, também, à formação e educação de pessoas. A cortiça esteve presente em 71 eventos, em locais tão distintos como feiras, hipermercados, entre muitos outros, com mais de 85 mil visitantes. Desenvolveu-se, ainda, 30 acções educacionais e promocionais com quase cinco mil profissionais vinícolas.

De relevar, ainda, que durante os 18 meses da campanha a cortiça conquistou cerca de 20 individualidades e personalidades do vinho que assumiram publicamente a sua preferência pela cortiça e muitos deles denominaram-se mesmo seus embaixadores, como por exemplo Carlos Cracco, em Itália, Carlos Cabral, no Brasil, entre muitos outros.

Toda a campanha de comunicação da cortiça assentou, ainda, na distribuição de peças de informação e promoção tendo sido produzidas no total mais de 85 mil peças em nove idiomas.

O presidente da Associação Portuguesa da Cortiça (Apcor), João Rui Ferreira, referiu, ainda, o impacto que as campanhas de comunicação internacionais têm registado nas exportações portuguesas de cortiça. Deste modo, de 2009 para 2014, o sector registou uma taxa de crescimento anual média na ordem dos 3,9 por cento, o que significou 147,7 milhões de euros de aumento das exportações, entre os anos referidos e um crescimento de 21,15 por cento. O primeiro semestre de 2015, face a 2014, regista já um aumento de 7,8 por cento, o que equivale a 33,3 milhões de euros.

Registe-se que as sucessivas campanhas de comunicação da Apcor têm sido financiadas pelo Compete (Programa Operacional Temático Factores de Competitividade), organismo que tem apoiado e reconhecido o trabalho da associação em prol do sector da cortiça. A título de exemplo, esta campanha esteve orçada em 7,3 milhões de euros e foi financiada em 80 por cento pelo programa Compete e 20 por cento pelos associados da Apcor.

info@apcor.pt

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar