Venda de vinhos vedados com cortiça aumenta cerca de oito por cento nos EUA

Home / / Venda de vinhos vedados com cortiça aumenta cerca de oito por cento nos EUA

Mais de 60 por cento das Top 100 Marcas de Vinho Premium nos EUA são agora vedadas com rolha de cortiça natural. Este é mais um sinal da crescente utilização da cortiça e da diminuição do uso e aceitação dos vedantes alternativos.

As vendas de caixas das Top 100 Marcas de Vinho Premium nos EUA vedadas com cortiça aumentaram 7,7 por cento durante quatro semanas a terminar em 17 Setembro de 2011, se comparadas com o ano anterior. Durante o mesmo período, a venda das Top 100 Marcas vedadas com vedantes alternativos caíram 11,9 por cento (Tabela 1). Os resultados são dados de um estudo da A.C.Nielsen e promovido pelo Cork Quality Council (Conselho para a Qualidade da Cortiça).

Tabela 1 – Venda de Caixas

Tabela 1 - Venda de Caixas

 Fonte: CQC

Como resultado, os vinhos vedados com cortiça corresponderam a 61 por cento das caixas das Top 100 Marcas de Vinho Premium naquele país, comparado com 56 por cento de há um ano atrás. As Top 100 Marcas correspondem a 55 por cento de todo o vinho engarrafado em embalagens de 750 ml produzido nos Estados Unidos.

“Este é o sexto estudo consecutivo a mostrar um forte aumento da venda de vinho vedado com cortiça,” diz Peter Weber, director executivo do Cork Quality Council. “Com a melhoria na qualidade da cortiça, a inabalável preferência do consumidor pela cortiça natural e os problemas que têm surgido com os vedantes alternativos, um crescente número de caves nos EUA tem vindo a escolher a cortiça”, refere.

Adicionalmente, o número de variedades de vinho vedadas com cortiça aumentou 5,5 por cento, para 668. Em contraste, o número de variedades vedadas com vedantes alternativos caiu 15,4 por cento, para 269 (Tabela 2).

Tabela 2 – Stock de variedades de vinho

Tabela 2 - Stock de variedades de vinho

Fonte: CQC

Os vedantes alternativos têm dominado nos vinhos de menor valor, no entanto, no período mais recente, as rolhas de cortiça melhoraram de 44 por cento para 50 por cento na categoria de $6-$9 (4€-6,5€). A venda de vinhos vedados com cortiça aumentou também de 58 por cento para 60 por cento na categoria de preço $9-$12 (6,5€-8,5€).

O estudo do CQC centrou-se nas Top 100 Marcas de Vinho com um preço superior a $6 (4€) por garrafa de 750 ml, foi limitado a vendas de supermercado e não inclui as vendas de lojas de vinho mais pequenas. As Top 100 Marcas incluem a maioria das marcas de vinho que usam vedantes alternativos.

O estudo completo poderá ser visto em: http://www.corkqc.com/newsandpress/cnews3.htm .

Baseado em Napa, Califórnia, o CQC é uma organização sem fins lucrativos, fundada para promover e educar as caves e os consumidores para a questão da cortiça, assim como assegurar a melhoria na qualidade dos procedimentos das indústrias do vinho e da cortiça. Registe-se, ainda, que o CQC está a trabalhar com a Associação Portuguesa da Cortiça numa campanha chamada 100% Cork (www.100percentcork.org) e que visa educar os consumidores de vinho acerca das vantagens ambientais, técnicas e sociais da cortiça natural.

Notas ao Editor:

Associação Portuguesa da Cortiça (Apcor)

A Apcor tem como missão representar e promover a indústria portuguesa da cortiça, representando cerca de 250, que no seu conjunto são responsáveis por cerca de 80% da produção nacional total e 85% das exportações de cortiça. É também responsável pelo desenvolvimento de acções de promoção e valorização da cortiça através da realização de iniciativas de carácter nacional e internacional, disponibilizando, ainda, um centro de informação.

Para mais informações, contacte, por favor:

Departamento de Comunicação
Tel. 22 747 40 40
E-mail: realcork@apcor.pt
www.apcor.pt


Contacte-nos

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search