Morgado & Castanheira, Lda.

Home / Entrevistas associados / Morgado & Castanheira, Lda.

Morgado & Castanheira, Lda.

“A pontualidade da entrega e a garantia de qualidade são fundamentais para estar no negócio” – Salvador Castanheira, Administrador da Morgado & Castanheira, Lda.

Salvador Castanheira e Generosa Morgado são os dois administradores da Morgado & Castanheira, Transformação de Rolhas, Lda., que tem este nome desde 1999. No entanto, a empresa começou em nome individual, apenas no nome de Salvador, nos anexos da sua habituação, onde ele, sozinho, controlava sete máquinas. O empresário começou a trabalhar no sector da cortiça aos 12 anos. “Fui aprendendo com a experiência. Passei pela área da produção de rolhas até que cheguei à transformação. Depois resolvi lançar uma empresa minha. Só quem tem conhecimento do sector é que é capaz de avançar para um negócio próprio”, refere Salvador Castanheira. Em 2003, a empresa desloca-se para o local onde se encontra hoje, a Zona Industrial da Silveirinha, em São João de Ver, e conta, nesta altura, com três colaboradores. Mas as necessidades dos clientes foram crescendo e a empresa respondeu às solicitações, contando, nos dias de hoje, com seis colaboradores e 38 máquinas.

“Os nossos clientes são, essencialmente, desta região. Eles trazem a matéria-prima e nós transformámos as rolhas. Fazemos pedidos muito específicos e que requerem muito rigor. Mas a confiança que os nossos clientes depositam em nós faz-nos continuar”, conta Salvador Castanheira. E continua: “a pontualidade da entrega e a garantia de qualidade são fundamentais para ainda estar no negócio.” A empresa é especializada em topejar, pulsar, chanfrar, rebaixar e bolear todo o tipo de rolha para diferentes usos e tipos de bebida. Em média, por ano, transformam 430 milhões de rolhas, mas, segundo o empresário, a capacidade máxima só será atingida quando chegarem aos 500 milhões de rolhas/ano.

Para garantir a qualidade desejada, Salvador Castanheira releva que são certificados pelo Systecode e que “muitas vezes também respondem às exigências que cada cliente faz em relação ao seu produto, permitindo que eles vejam o processo de transformação e circulando livremente pela fábrica.” O empresário lamenta que “apenas três prestadores de serviços deste ramo estejam certificados, pois isto é um custo elevado e, deste modo, estamos a ter despesas que nem todos têm.” Afirma, no entanto, que “a implementação das regras e o seu cumprimento é uma mais-valia para a empresa, pois quando se compra algo os olhos também veem.”

APCOR como fonte de informação

Enquanto associado da APCOR, Salvador Castanheira considera que “é uma forma de se manter informado sobre a legislação e sobre os assuntos que vão ocorrendo no sector.” Quanto a melhorias na Morgado & Castanheira, Lda., o empresário considera que “os investimentos que já realizamos respondem na perfeição ao que precisamos para laborar.” Ainda assim, Salvador tem na ideia um projecto de instalação de painéis fotovoltaicos na empresa de modo a torna-la energeticamente auto-sustentável. “Temos as máquinas a trabalhar 24 horas e teríamos um ganho considerável, mas temos de fazer algumas alterações no telhado e não temos avançado.” A leitura que faz do futuro é “positiva”. “Este primeiro semestre não foi tão interessante como o ano passado, mas se os meus clientes continuarem a ter a sua carteira de clientes, nós também continuaremos no mercado.”

In, Notícias APCOR Abril, Maio, Junho 2019

Associado nr. 319

Contato: Morgado & Castanheira, Lda.

Contacte-nos

Não legível? Mude o texto. captcha txt

Começe a escrever e pressione Enter para procurar