Reginacork, Indústria de Transformação de Cortiça S.A.

Home / Entrevistas associados / Reginacork, Indústria de Transformação de Cortiça S.A.

Reginacork, Indústria de Transformação de Cortiça S.A.

Queremos assegurar a satisfação dos nossos clientes, através da produção de um produto de excelente qualidade – Carlos Ascenso, administrador da Reginacork S.A.

A Reginacork, Indústria de Transformação de Cortiça S.A. é uma empresa de transformação de cortiça e produção de pellets de madeira. Está sediada no Pinhal Novo, perto Lisboa, e iniciaram a produção, em 1994, com oito trabalhadores – hoje contam com 44 colaboradores -, dedicando-se, exclusivamente, à preparação de cortiça amadia.
Em 1998, a empresa dá os primeiros passos no processo de trituração de falca e aparas de cortiça (Broken´s). Após três anos, iniciam o processo de desactivação do sector de preparação de cortiça e evoluem na produção do produto triturado, dando-se início à produção de granulados de falca cujo destino é a indústria de revestimentos.
Em 2002, a empresa encerra, definitivamente, a sua actividade de preparação de cortiça, dedicando-se aos triturados de cortiça, como produto principal, apostando nos granulados, como produto complementar.

Nos dias de hoje, a empresa produz diferentes tipos de granulado, dependendo das necessidades específicas de cada cliente, sendo o produto 100 por cento natural, obtido através da moagem dos desperdícios de cortiça.

Do processo de separação por granulometrias é obtida uma vasta gama de produtos de vários calibres e com muitas aplicações como produto final. Os granulados podem ser utilizados, igualmente, como matéria-prima para várias indústrias.

As pellets, a outra aposta da empresa, são um produto biocombustível sólido e 100 por cento natural, produzidas com madeira de pinho com um elevado poder calorífico, e, normalmente, utilizadas em salamandras, recuperadores, fornos, caldeiras e churrasqueiras.

A ampliação da empresa

Em 2013, a Reginacork S.A. inicia duas linhas de produção novas, uma de granulado e outra de triturado; no ano seguinte, inaugura mais duas linhas, totalizando quatro linhas a funcionar. Passados três anos, a empresa inicia a instalação de uma nova unidade de fabrico para a produção de pellets de uso industrial e doméstico, com a construção desta unidade de fabrico a empresa entra numa nova área de negócio.
Ao nível da certificação, em 2008, a Reginacork S.A. obteve a certificação do seu sistema de gestão da qualidade, segundo o referencial ISO 9001, tendo apostado, ainda, na certificação Forest Stewardship Council (FSC) e ENPlus (para a área das pellets).
Segundo Carlos Ascenso, administrador da empresa, o objectivo da empresa é “assegurar a satisfação dos nossos clientes, através da produção de um produto de excelente qualidade”. E acrescenta: “queremos melhorar continuamente a qualidade dos nossos produtos e serviços, bem como cumprir a regulamentação aplicável aos produtos e melhorar continuamente o Sistema Integrado de Gestão, segundo os normativos nos quais estamos certificados.”

Sobre o trabalho que a APCOR tem desenvolvido, o associado refere que: ” a associação deve continuar com a linha que tem seguido e que demostra o bom desempenho da sua actividade.”

In, Noticias APCOR nr.101

Associado nr.348

Contato: Reginacork S.A.

Contacte-nos

Start typing and press Enter to search